Ceratocone

Ceratocone

O ceratocone é uma doença muito comum em nosso meio, acomete crianças, adolescentes e adultos e pode levar a uma perda progressiva da visão se não tratada.

Possui uma herança familiar e estudos apontam que o ato de coçar os olhos pode causar maior fragilidade da córnea e consequentemente piora do quadro.

O tratamento vai depender do estágio em que se encontra e vai do uso de óculos e lentes de contato até procedimentos cirúrgicos tais como: crosslinking corneano, Implante de anel de Ferrara com FEMTOLASER, cirurgia de PRK em casos selecionados e o transplante de córnea.

CROSSLINKING CORNEANO

O que é?

O crosslinking corneano consiste na aplicação controlada da radiação ultravioleta junto com a riboflavina(vitamina B) sobre a córnea, com o objetivo de fortalecê-la e diminuir a deformação produzida pelo ceratocone.

Quando deve ser feito?

É realizada em pacientes com ceratocone que ainda apresentam boa acuidade visual e que apresentam progressão desse distúrbio ocular .

Estudos demonstram que esse tratamento tem uma  eficácia de interromper a progressão da patologia em 90% dos pacientes tratados.

Este tratamento retarda a progressão do ceratocone , que é a principal causa do transplante de córnea em pacientes jovens.

 

Quais são os exames necessários para o tratamento?

Não há necessidade de risco cirúrgico, pois, a anestesia é feita com colírios.

É preciso um exame oftalmológico recente e uma tomografia de córnea principalmente para avaliar a paquimetria (espessura da córnea) pois, em alguns casos, quando a córnea é muito fina o procedimento não é indicado.

Como é feita a cirurgia?

A cirurgia é feita com anestesia local e dura cerca de 30 minutos.

Na primeira etapa, será feita uma desepitelização da córnea, que é indolor, aplica-se a riboflavina na forma de colírios e na segunda etapa utilizamos a luz ultravioleta de forma controlada.

Ao final da cirurgia, colocamos uma lente de contato que será removida pelo próprio médico após 7 dias.

ANEL INTRAESTROMAL

O que é?

Anel intraestromal ou intracorneal ou de Ferrara é uma opção para o tratamento do ceratocone , um distúrbio ocular comum que causa afinamento progressivo da área central ou paracentral da córnea.

Esta cirurgia visa fortalecer e regularizar a córnea e desta forma impedir o avanço do ceratocone.

Durante o procedimento cirúrgico, anéis semicirculares são inseridos na córnea (estroma) de forma indolor e planejada.

 

É indicado em quais casos?

É aplicado em casos de ceratocone que não melhoram com outros tratamentos , como o uso de óculos (casos mais leves) ou lentes de contato rígidas, em casos combinados com crosslinking e para reduzir o astigmatismo irregular que o ceratocone produz.

Exames anteriores

  • Exame oftalmológico completo

  • Tomografia da córnea

Durante a cirurgia

A cirurgia dura de 20 a 30 minutos e consiste na implantação dos anéis intraestromais (intracorneais) na área central da córnea.

A intervenção é realizada em nível ambulatorial , permitindo que o paciente volte para casa após a conclusão.

Ressaltamos que na cirurgia utilizamos o FEMTO LASER LDV Z6, um moderno aparelho que realiza a tunelização totalmente a LASER, sem o uso de lâmina e bisturi. 

Desta forma, o procedimento é muito mais seguro, preciso, rápido e com melhor resultado quando comparado a técnica manual.

Após a cirurgia

Revisões periódicas serão realizadas pelo cirurgião, para que ele possa avaliar a evolução da cirurgia.

O efeito dos anéis na córnea é progressivo, de modo que os resultados finais podem ser vistos após várias semanas ou meses, dependendo de cada caso.

TRANSPLANTE DE CÓRNEA

O que é?

É uma cirurgia em que a córnea com ceratocone é substituída total ou parcialmente.

Quando é indicada?

Em casos de opacidades (cicatrizes) na córnea, ceratocones avançados em que a espessura corneana inviabiliza o crosslinking ou implante do anel intraestromal.